Gestão de riscos x setor de móveis

Como a gestão de riscos no setor de móveis pode influenciar na produtividade

Certamente você já ouviu falar em gestão de riscos no setor empresarial. Mas especificamente no setor de móveis, você conhece esse conceito?

A gestão de risco no setor de móveis é um conjunto de atividades coordenadas para gerenciar e controlar uma empresa em relação a potenciais ameaças. Na prática, é planejar e utilizar recursos materiais e humanos para minimizar e tratar riscos do negócio.

Importância da gestão de riscos

O conceito de gestão de riscos no setor de móveis já traz em si sua importância: é um elemento essencial para a boa governança, pois contribui para reduzir as incertezas na definição de estratégia e objetivos da empresa.  

Por isso, podemos dizer que o objetivo final desse gerenciamento é a melhoria constante nos processos empresariais. Desta forma, não podemos deixar de associá-lo com a ergonomia no ambiente de trabalho, uma vez que esta, na prática, estuda o perfil da população e elabora medidas para reduzir os riscos. Além disso, a ergonomia atua tanto no ambiente (melhorando condições do espaço físico da empresa), quanto na organização dos processos.

Gestão de riscos e produtividade

Regulamentada pela NR 17 do Ministério do Trabalho e Emprego, a ergonomia é essencial no ambiente empresarial. Assim, fica a cargo do empregador realizar uma análise ergonômica do trabalho, avaliando as características psicofisiológicas dos trabalhadores e abordando as condições do local. 

Observar essas questões e colocá-las em prática gera benefícios como: 

✔Valorização do trabalho da equipe

✔Prevenção de doenças ocupacionais 

✔Otimização dos custos em saúde

✔Aumento da produtividade 

Proporcionar um ambiente saudável e seguro no trabalho é algo essencial. Afinal, isso influencia diretamente a qualidade de vida, saúde e produtividade dos colaboradores. 

Segundo dados da Previdência Social, doenças relacionadas a riscos ergonômicos já superaram os acidentes convencionais, como quedas e fraturas. Além disso, elas correspondem a pelo menos 20% dos afastamentos. 

O espaço físico  é um dos aspectos a serem considerados para que boas práticas ergonômicas sejam cumpridas. Equipamentos de qualidade, boa iluminação, ambiente organizado, diminuição de ruídos, etc., são demandas que podem facilmente serem sanadas com um bom mobiliário corporativo e comercial.

No Buy Office, ergonomia é um aspecto fundamental entre os critérios da nossa curadoria especializada. Confira nossas opções e não fique na dúvida: escolha o melhor!

Acesse: buyoffice.com.br

Você também pode gostar:

Seu escritório iluminado

Iluminação incorporada ao mobiliário é opção para transformar projetos de ambientes corporativos e comerciais